O Conceito de Magia

O Conceito de Magia






Magia ("Magick") é processo ou a arte de causar mudanças de acordo com nossa Vontade mediante aplicação de determinada força em certa magnitude, do mesmo modo que seria em uma relação entre o médium e objeto apropriado. Também é vista como a ciência de entender a si próprio e suas próprias condições, e a Arte de aplicar este entendimento à ação. Na prática poderíamos, a grosso modo, definí-la como: "o movimento das energias naturais para efetivar uma mudança necessária".

Você pode gerar energia na maioria dos rituais Wiccans, apesar de raramente ser algo necessário. Entretanto, nos períodos de Lua Cheia, solstícios e equinócios são os momentos ideais para a prática da magia, pois há uma carga extra de energia terrena disponível, as quais podem ser utilizadas para aumentar a eficácia de sua magia. Isto não significa que os rituais Wiccans sejam pretextos para trabalhar a magia, pois é perfeitamente possível trabalhar com magia nos Oito Dias de Poder (na verdade, isto é tradicional), muitos Wiccans não o fazem, preferindo que estes sejam períodos de harmonia e celebração e não de magia.

A Wicca diferencia-se da maioria das outras religiões pela aceitação da magia, não apenas nas mãos de sacerdotes especializados que operam milagres enquanto os outros observam, mas para todos os que praticam seus rituais. Magia é magia. Não é religiosa no sentido comum da palavra. Na Wicca, contudo, a magia é geralmente trabalhada durante a invocação da Deusa e do Deus, pedindo por sua presença e para que emprestem sua força à tarefa. É isto que torna a magia Wiccana religiosa.

Quando for executar magia, assegure-se de que sua necessidade seja real, que esteja emocionalmente envolvido com essa necessidade, e que saiba que sua magia funcionará. Alguns dos mais simples encantamentos são os mais eficazes. Você poderá utilizar velas coloridas, óleos e ervas como pontos focais de energia.

Há incontáveis maneiras de praticar magia; escolha uma que seja a ideal para você. Uma vez que tenha finalizado seu trabalho de magia, pare por alguns momentos, em outras palavras: "você constrói seu próprio ritual mágico de acordo com suas necessidades". Observe as velas da Deusa e do Deus, ou suas imagens no altar. Pode também olhar para a fumaça que desprende do incenso ou para um vaso de flores frescas. Pense nas deidades e sobre o seu relacionamento com elas, assim como seu papel no universo. Afaste sua mente de pensamentos ligados ao ritual ao afastar sua consciência do ritual. Você provavelmente se sentirá exausto se realmente liberou poder, portanto sente-se e relaxe por alguns instantes. Este é um momento de reflexão. Ele fluirá suavemente rumo ao próximo passo do ritual.

Texto sintetizado: CUNNINGHAM, Scott. Guia Essencial da Bruxa Solitária, Tradução de Claudio Quintino, Editora Gaia.
Fonte: Sorcerer Soul.

Caro leitor, seus comentários nos ajudam a melhorar a qualidade dos escritos, bem como, são a mola motivacional para criação dos próximos. Ainda, se gostou deste artigo, indique para seus amigos.
Nenhum comentário:
Postar um comentário