* . .As Ervas na Magia . .*

Possivelmente, as ervas tenham sido primeiramente usadas
na magia e na religião muito antes de terem sido atiradas
em panelas para fins culinários ou medicinais. Atualmente,
das foram redescobertas por novas ger
ações de magos populares,
ocupados em colher, misturar, cozinhar e preparar
esses tesouros aromáticos.
As ervas, assim como os cristais, possuem energias específicas
e distintas, que são utilizadas na magia. Pétalas de rosas podem ser espalhadas ao redor da casa para proporcionar
paz. Elas também podem ser colocadas entre velas
cor de rosa para trazer amor à vida do mago popular. A canela
pode ser queimada para estimular a inteligência; as flores
de alfazema podem ser acrescentadas ao banho para fins
purificadores; e o sândalo queimado para elevar a meditação
e as experiências mediúnicas.
Uma variedade incrível de ervas - incluindo frutas, árvores,
flores, raízes, castanhas, sementes, algas, samambaias,
capins e todos os outros tipos de materiais vegetais — é usada
na magia popular. Essa é uma forma de magia da qual não
nos esquecemos completamente, pois ainda oferecemos flores
às pessoas queridas, usamos perfumes e colônias de essências
vegetais para atrair companheiros, servimos refeições
realçadas com ervas para possíveis amantes (ou as recebemos).
As ervas podem ser queimadas como incenso, para liberar
suas energias no ar, ou carregadas nos bolsos e espargidas
pela casa, para diversas finalidades de magia. Óleos essenciais
e misturas magicas são esfregados no corpo ou em
velas, adicionados ao banho ou utilizados para untar cristais
e outros objetos nas preparações rituais.
Outrora domínio de toda curandeira e mago, as ervas
mais uma vez são utilizadas como instrumentos de poder
por muitos magos populares.

Fonte: A verdade sobre a bruxaria

Nenhum comentário:
Postar um comentário